Mineirinho De Maceió , até os vinte e cinco anos, nunca teve sua vida ligada efetivamente à dança ou ao teatro. Trabalhou como administrador de uma grande empresa durante anos e sempre sentia que faltava alguma coisa em sua vida. Devido ao stress acumulado do trabalho, fez uma viagem para relaxar. Nessa viagem, teve o prazer de conhecer em Belo Horizonte – MG, uma escola de dança de salão. Foi, então, que descobriu o que lhe faltava. Fez vários cursos, trabalhou duro, tornou possível o que se achava impossível, quebrou barreiras, tabus, ensinou forró na terra do forró, adotou os nordestinos e foi adotado por eles, fazendo do teatro e da dança um território sem fronteiras onde o sotaque se sente no ritmo e o ritmo se sente na alma e no coração.